Como afirma o Dr. Martyn Lloyd-Jones, a Bíblia começa com Deus. Por isso é tão importante que este tema seja bem compreendido. A expressão bíblica “No princípio…” (Gn 1.1) chama a nossa atenção para um aspecto especial da história. As Escrituras olham para a história de uma forma linear, apresentando início e fim determinados por Deus, o Criador de todas as coisas.

Um outro ponto bem importante a ser considerado é o fato de que a Bíblia não argumenta sobre a existência de Deus. Ela declara a sua existência. Ela atesta que o Senhor deixou suas marcas na natureza; por isso o homem incrédulo se torna indesculpável.

Primeiro, a Bíblia começa com Deus.
Depois, ela declara a sua existência.

Sabemos que existem uma série de argumentos e pensamentos humanos que tentam “provar” ou não a existência de Deus. Podemos encontrá-los nas obras teológicas e em muitos textos filosóficos. Contudo, a Escritura nos mostra que o pensamento humano nunca poderá produzir fé em Deus. Os estudos e análises sobre Deus podem ajudar cristãos de todas as áreas, sejam líderes, professores, pastores ou, simplesmente, pessoas comuns. Porém, jamais produzirão fé. Ninguém pode crer em Deus se não houver fé (Hb 11.6). Afinal, a fé é um dom que tem origem no próprio Deus (Ef 2.8).

Você quer conhecer a Deus? Então precisa de fé.
Mas onde você consegue fé? A fé vem para você do próprio Deus.

Como assim? Conhecemos a Deus porque ele se auto-revelou através das Escrituras. Sem essa revelação jamais conheceríamos qualquer coisa, nem mesmo em parte, do ser divino, da sua vontade e seus feitos. Portanto, para conhecer Deus, precisamos conhecer a Bíblia.

O Supremo Deus não se revelou simplesmente para transmitir-nos conhecimentos teóricos a respeito de si mesmo. A revelação que ele fez de si mesmo está vinculada a um desafio pessoal, a uma confrontação e a oportunidade de o homem reagir positivamente a essa revelação. Nossa maneira de compreender a Deus não deve basear-se em pressuposições a respeito dele, ou em como gostaríamos que ele fosse. Devemos crer no Deus que existe, e optou por se revelar a nós através das Sagradas Escrituras (Russel E. Joyner).

Se você não conhece a Bíblia, então não conhece Deus.